Aluguel de bicicletas em Santos; como funciona o Bike Santos

Assim como no Rio de Janeiro e em São Paulo, o aluguel de bicicletas em locais públicos já começou a funcionar no litoral paulista. O projeto chamado de Bike Santos é uma parceria da prefeitura santista com a empresa Serttel. É uma ótima maneira de popularizar e incentivar o meio de transporte, ainda mais nesse caso, em que o aluguel de bicicletas em Santos acontece em uma cidade litorânea e plana.

Bike Santos: Aluguel de bicicletas em Santos (Foto: Iago Tomé)

Já são mais de 10 estações em funcionamento espalhadas pela cidade, principalmente junto à orla. Elas são conectadas a uma central via wireless e alimentadas por energia solar. Os usuários cadastrados podem retirar as bikes e devolvê-las na mesma ou em outra estação.

ALUGUEL DE BICICLETAS EM SANTOS

1 – Ativação do Passe Bike Santos

O cliente deve acessar o site www.movesamba.com/bikesantos e fazer seu cadastro. É preciso digitar os dados de um cartão de crédito e pagar R$10 como garantia de uso.

2 – Retirada da Bicicleta

O usuário precisa ligar do celular para (13) 4062 9211 ou pelo aplicativo para smartphones iPhone e Android (app Bike Santos). Basta digitar o número da estação e a posição da bicicleta escolhida. Uma luz verde acenderá para que o cliente retire a bicicleta.

3 – Uso da Bicicleta

Podem ser feitas quantas viagens o usuário quiser ao longo do dia. Trajetos de até 30 minutos – com pelo menos 15 minutos de intervalo – são gratuitos. Viagens maiores serão tarifadas em R$5 por cada meia hora de uso no cartão cadastrado.

4 – Devolução da Bicicleta

O usuário poderá devolver a bike em qualquer uma das estações disponíveis, que tenham uma posição livre. Encaixe a bicicleta e certifique-se que está conectada corretamente. No site é possível verificar se existem vagas disponíveis nas várias estações.

Bike Santos: Aluguel de bicicletas em Santos (Foto: Iago Tomé)

+ Para mais informações sobre aluguel de bicicletas em Santos, acesse o site do projeto

+ Veja como funciona o aluguel de bikes no Rio de Janeiro

 * Agradecemos ao leitor Iago Tomé pelo envio das fotos

 

Booking.com

Rafael Carvalho

Mineiro fã de frango com quiabo e de uma boa cerveja, mora atualmente em São Paulo. É formado em Rádio e TV , pós-graduado em Jornalismo em Comunicação Hipermídia e trabalha há mais de 10 anos com Conteúdo Digital. Apaixonado por viagens, fundou o Esse Mundo É Nosso e roda o Brasil e o mundo o ano todo sempre em busca de dicas para serem compartilhadas.

16 Comments

  1. cadu disse:

    porque no canal 5 cinco nao tei estacoes

  2. Roseli ap schiassi disse:

    Oi meu nome e roseli. Baixei o app de sampa qdo deveria ser de santos.acabei fazendo o cadastro errado. Posso transferir o crédito para santos?

  3. MARLI VIANA PAIVA disse:

    No dia 04/12/12, fiz o cadastro para utilizar as bicicletas em Santos-SP. Na fatura do meu cartao de credito veio o valor do cadastro em duplicidade, ou seja: duas parcelas de R$ 10,00 na mesma data (04/12). Nesta mesma data fui devolver a bicicleta no canal 2 e nao havia vaga para deixa-la. Com o meu telefone em maos, tentei fazer contato com a central de bikes e ninguém me atendia, para relatar o caso. Somente depois de algum tempo, um usuário retirou uma bicicleta,e eu pude entao entregar a que estava em meu poder. Mais uma vez fui penalizada com o valor de R$ 5,00 , cobrado na mesma fatura do cartao, com data de 11/12/12 (injustamente). Quero saber como vou restituir estes valores e quando ? Aguardo informacoes.

  4. rafael disse:

    e caso tenha algum acidente ou a mesma seja roubada como proceder? eu arcarei com os custos? quanto?

  5. ana disse:

    ja fiz o meu cadastro, mas agora qro fazer dos meus filhos q são menores de idade, posso usar o meu cpf e o meu cartão? p cadastra-los, se não como faço?

  6. alexsandro disse:

    bom dia como faço para fazer o cadstro de aluguel da bicicleta

  7. Fernando disse:

    Um Absurdo cobrar por um sistema destes… tinha que ser de graça, subsidiado pela Prefeitura.

    • Otávio disse:

      Fernando, o sistema é gratuito, o usuário pode fazer quantas viagens quiser desde que respeite o limite de 30 minutos em cada viagem. Não é um sistema de aluguel de bicicleta, é um sistema de compartilhamento onde 30 minutos são mais do que suficientes para pedalar até 5km, distância mais do que suficiente para a maior parte dos deslocamentos urbanos.
      Se ficar mais de 30 minutos paga-se R$5 de multa, pois estará tirando a oportunidade de outra pessoa usar a bicicleta.
      Os R$10 do cadastro serão consumidos se houver multa ou pode ser solicitado o reembolso caso o cadastro seja cancelado, ou seja o sistema é GRATUITO!

      • Ricardo disse:

        Desculpe, suas palavras são puro sofisma (usar palavras para dizer o que não é como se fosse de fato). Na real o serviço NÃO É GRATUITO! Os trinta minutos são um chamariz para uso do sistema que será pago. Não devemos pensar na bike unicamente como transporte público. Um usuário de bike que procura lazer nesse caso não mede quilometragem mas o tempo de aproveitamento. Afinal não vamos querer chegar em nenhum lugar especifico a cinco quilometros do ponto de retirada da bike, mas sim ficar algum tempo em lazer (pelo menos duas horas me parece). Trata-se de um serviço urbano e portanto deve ser socialmente adequado. Em uma cidade como Santos/SP o turismo é essencial e como tal deve ser considerado como social SUBSIDIADO PELO PODER PÚBLICO e nunca usado como recurso comercial de uma empresa especializada em bikes.

    • Fernanda disse:

      Ta no lucro de ter o benefício! Da a mão, quer o braço.

  8. Tábata Tomé disse:

    Rafa, e se não tiver vaga? Como faz? Ouvi dizer que vc liga lá e te dão mais tempo pra ir em uma nova central, é isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *